//5 Dicas Para Alimentação Saudável

5 Dicas Para Alimentação Saudável

1  Escolha bem os seus alimentos.

A escolha de bons alimentos é fundamental na nossa vida. Empenhe-se para que a maior parte da sua comida venha dos alimentos que a natureza produz, ou seja, mais alimentos in natura e preferencialmente que sejam alimentos da época, assim eles têm maior valor nutritivo, melhor sabor e preço.  Evite o excesso de alimentos industrializados e principalmente evite os Alimentos Ultraprocessados.

2  Mastigue muito bem os alimentos.

A mastigação é o primeiro processo da digestão. Ela ativa a salivação e com isso liberação de enzimas promovendo quebra dos alimentos facilitando a digestão e absorção de nutrientes.

Comer calma e lentamente, mastigar muito bem os alimentos são atos fundamentais inclusive para sinalização de saciedade ao organismo e redução do peso corporal, além de evitar problemas como dor de estômago, azia e mau funcionamento intestinal.

3  Evite temperos industrializados

Faça seu próprio tempero em casa. Use e abuse dos sabores e aromas especiais de alho, cebola, alho poro, gengibre, açafrão, alecrim, coentro, orégano, manjericão, pimentas de tantos tipos, salsão, salsinha e cebolinha e tantos outros que melhoram o paladar e principalmente o valor nutricional da preparação.

Ervas e temperos têm grande poder antioxidante e antiinflamatório tão necessários no nosso dia a dia.

4  Opte por comer frutas mais do que beber sucos.

As frutas têm mais fibras do que os sucos de frutas, ainda mais quando são sucos coados.

Muitas vezes os sucos se compõem de uma grande quantidade de frutas e por vezes com adição de açúcar ou adoçante artificial. Nada disso é preciso se comer a fruta pura.

As fibras de frutas in natura auxiliam no bom funcionamento intestinal, na saciedade e ainda permitem uma elevação de glicemia, dentro da nossa corrente sanguínea, mais lentamente e isso é favorável inclusive para evitar ganho excessivo de peso.

5  Escolha um bom azeite.

Escolha um azeite de oliva extravirgem, prensado a frio, e que tenha acidez menor do que 0,8%. Este é rico em gorduras monoinsaturadas, que melhoram o perfil lipídico do nosso organismo.

Por ser anti-inflamatório o azeite de oliva extravirgem atua no fortalecimento do sistema imunológico, além de prevenir doenças cardiovasculares, combater o envelhecimento precoce e doenças degenerativas.

O azeite de oliva extravirgem é prensado a frio, ou seja, é um método mecânico e não a base de solventes químicos e com isso não perde a sua parte nobre que são os compostos fenólicos e antioxidantes. É basicamente uma prensagem das azeitonas que separa a parte sólida da líquida gerando um azeite encorpado que pode ou não ser filtrado para retirar os sólidos, mas isso consta no rótulo. O teor de acidez é o que diferencia o azeite virgem do azeite extravirgem.

Devemos escolher um bom azeite e consumi-lo preferencialmente sobre o prato de comida pronto e se for aquecer que seja por pouco tempo em temperatura não muito alta. Deve ser armazenado ao abrigo da luz e em garrafa escura.

Enfim, estas são apenas algumas das informações. Sempre temos algo para aprender ou para acrescentar sobre uma alimentação saudável e este é o intuito desse blog. Fique conectado.

2018-05-30T21:00:12+00:00 maio 30th, 2018|Dicas Nutricionais|0 Comentários

Sobre o Autor:

Deixar Um Comentário